PROPAGANDA DE GUERRA: VOCÊ SE LEMBRA DO MENINO “ONRAM” DA SÍRIA?

Você se lembra do menino de cinco anos, cuja imagem ensanguentada e empoeirada se tornou viral nos meios de comunicação e nas mídias sociais no ano passado?

A foto de Omran Daqneesh fez um apresentador da CNN chorar no ar. Em outra entrevista a mesma foto foi tirada do bolso por um jornalista suíço em frente ao presidente Bashar Assad, em uma tentativa de culpar seu governo por “matar civis em Aleppo”.

Hoje, uma nova imagem de Omran surgiu. No entanto, aparece com uma nova história, desta vez contada pelo pai de menino.

Em uma transmissão de vídeo na televisão síria, o pai de Omran disse ao apresentador Kinana Alloush que ele e sua família não saíram de Aleppo, enfatizando que não considera que ele ou sua família não foram e não são alvo do exército sírio.

Além disso, o pai revelou que os terroristas Takfiri trouxeram seu filho para o hospital “apenas para filma-lo e usá-lo como propaganda de guerra”.

Ele disse que não houve ataque da aviação russa ou síria em sua casa em agosto passado. Ele também rejeitou ofertas para deixar a Síria por achar que desejam prejudicar a reputação do exército do seu país.

O pai de Omran disse que mudou o nome de seu filho e seu penteado para escapar de indivíduos que ameaçaram sequestrá-lo, observando que os insurgentes o intimidavam.

Abaixo, ovídeo de Omran e seu pai.

Fonte do vídeo e da matéria: PRESS TV

Notícias relacionadas:

CIVIS SÍRIOS QUE APARECEM NA MÍDIA PEDINDO SOCORRO AO MUNDO, SÃO NA VERDADE BLOGUEIROS

CERCA DE 80.000 CRISTÃOS JÁ TERIAM VOLTADO A ALEPPO, APÓS O EXÉRCITO SÍRIO E RÚSSIA EXPULSAREM TERRORISTAS

 

Você pode gostar...