ENCONTRO COM SECRETÁRIO DOS EUA E DECISÃO DA OPEP AJUDAM NICOLÁS MADURO

Nesta semana, aconteceram dois fatos que de certa forma ajudarão o presidente Nicolás Maduro no confronto com a oposição venezuelana, que deseja retirá-lo do poder. O primeiro fato ocorreu durante a assinatura do Acordo de Paz entre o Governo da Colômbia e as FARC na última segunda, dia 26, quando Maduro e o Secretário de Estado dos EUA, John Karry, se reuniram por quase 40 minutos [1].

O encontro que foi feito a pedido dos EUA foi classificado por Maduro como “agradável, franco e respeitoso”. Maduro ainda afirmou que ele manterá uma relação nesse nível com a administração Obama e com qualquer outra que assumir a presidência dos EUA no próximo mandato. O presidente Maduro terminou o encontro convidando o secretário americano a visita-lo na Venezuela.

O outro momento favorável para o governo de Maduro foi a decisão da OPEP de reduzir a produção de Petróleo [2], proporcionando assim o aumento do preço do barril de petróleo. Tanto a Venezuela como a Rússia foram atingidas diretamente com a política liderada pela Arábia Saudita, de manter os preços artificialmente baixos. Os dois países são muito dependentes dessa commodity e com a decisão deverá entrar mais dólares na economia.

[1] http://www.dw.com/es/kerry-y-maduro-se-re%C3%BAnen-para-mejorar-la-relaci%C3%B3n/a-35898154

[2] http://www.lefigaro.fr/flash-eco/2016/09/28/97002-20160928FILWWW00423-l-opep-va-reduire-sa-production.php

Por Graan Barros

Você pode gostar...