VOA NOS ESTADOS UNIDOS O PREDADOR B

A General Atomics Aeronautical Systems, Inc. (GA-ASI), fabricante líder de sistemas aéreos remotamente pilotados  (ARP), radares e sistemas de missão electro-óptica e afins, anunciou hoje a primeiro vôo bem sucedido do Predator B / MQ-9 Reaper Extended Range (ER) com asas maiores e mais resistentes, além de possuir maior capacidade interna de combustível. O vôo ocorreu em 18 de fevereiro em Palmdale, Califórnia.

A asa foi projetada para estar em conformidade com o padrão STANAG 4671 [OTAN] de aeronavegabilidade para sistemas ARP, e inclui proteção contra raios e colisão de pássaros.”

Durante o vôo,  o Predator B demonstrou a sua capacidade para subir a 7.500 pés e realizar manobras básicas de aeronavegabilidade sem incidentes. Um programa de testes subsequentes serão conduzidas para verificar a capacidade operacional plena.

A nova extensão da asa permite o ARP voar por mais tempo, cercar de 40 horas. Melhorias adicionais incluem: decolar em pistas curtas e não preparadas e a inclusão de spoilers nas asas que permitem aterragens automáticas com grande precisão. As asas também têm mecanismos contra congelamento e antenas RF de banda alta. A versão anterior do Predator ER B com dois tanques de combustível em pontos duros sob as asas está atualmente operacional na Força Aérea dos EUA, o  MQ-9 Reaper.

Fonte e foto: General Atomics Aeronautical Systems

Predator B from General Atomics on Vimeo.

Você pode gostar...