ÀS VESPERAS DO “ROSH HASHANÁ” ISRAEL COMEMORA AUMENTO DA POPULAÇÃO, MAS TEME ANTISSEMITISMO

 
Segundo, o UWI a população do Estado de Israel cresceu 1,9% se comparado com os dados divulgados pelo “Central Bureau of Statistics de Israel (CBS)” [1] durante o Rosh Hashaná (Ano Novo Judeu) de 2014. Agora, em Israel vivem 8.412 milhões pessoas, sendo 6,3 milhões de judeus (77,9%), 1,746 milhões de árabes israelenses (incluíndo muçulmanos e cristãos), o que representa 20,7% da população e 366.000 pessoas de outras minorias étnicas e religiosas.
 
Muitos dos novos habitantes de Israel são oriundos da Europa, principalmente judeus franceses que temem a recente onda de antissemitismo que varre o continente. A preocupação é tão grande que uma pesquisa [2] foi feita sobre o tema e 70 por cento dos judeus europeus afirmaram que não revelam sua fé judaica em público. Além disso, mais de 85 por cento dos judeus europeus preferem não levar seus filhos à sinagoga no Rosh Hashaná que esse ano acontece no dia 14 de setembro (Ano 5776) [3], temendo algum tipo de preconceito ou agressão.
 
Nos ataques terroristas ocorridos na França em junho de 2015, o ministro da Imigração israelense, Zeev Elkin, membro do Partido Likud (direita) do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu se pronunciou: “Exorto os judeus da França – voltem para casa! O semitismo aumenta, o terrorismo está crescendo!” [4]
 
Por Graan Barros
 
Fontes:
[1]http://unitedwithisrael.org/on-eve-of-jewish-new-year-israels-population-reaches-8-41-million/

[2]http://unitedwithisrael.org/vast-majority-of-european-jews-conceal-religion-in-public-survey-shows/

[3]http://chevrakadisha.org.br/servicos/agenda/feriados-judaicos/

[4]http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/06/israel-pede-a-judeus-que-deixem-a-franca-apos-ataque-perto-de-lyon.html

 

Você pode gostar...