google.com, pub-9763613062442243, DIRECT, f08c47fec0942fa0

BRASIL E SUÉCIA ASSINAM, EM LONDRES, FINANCIAMENTO PARA AQUISIÇÃO DO GRIPEN NG

 
Brasília, 25/08/2014 – Com a presença do embaixador do Brasil em Londres, Roberto Jaguaribe, e de representantes da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e da agência sueca de crédito à exportação (Swedish Export Credit Corporation-SEK), Brasil e Suécia assinaram nesta terça-feira (25), o contrato de financiamento que permitirá a aquisição e o desenvolvimento dos caças suecos Gripen NG. É a etapa final para o início da fabricação dos novos caças.
 
A assinatura é resultado das negociações entre Brasil e Suécia, que culminaram em julho, com a redução das taxas de juros do contrato intermediada pelo ministro da Defesa, Jaques Wagner.
 
A formalização do contrato financeiro foi realizada na manhã de hoje (25), na sede da Embaixada do Brasil em Londres.
 
A definição do local foi acordada pelos dois países, uma vez que o contrato de financiamento será regido pela lei inglesa, de modo a garantir a imparcialidade do acordo.
 
O ministro Jaques Wagner ressaltou a importância dessa etapa do projeto, depois de um longo processo entre os países, iniciado em dezembro de 2013. “A assinatura do contrato financeiro do Gripen NG é de fundamental importância já que encerra a fase negocial e inicia a fase de execução do contrato comercial, com aquisição e desenvolvimentos dos caças, concretizando, assim, uma aliança estratégica entre Brasil e Suécia”, destacou.
 
Negociações
 
As taxas de juros negociadas pelo Ministério da Defesa e que integram o contrato financeiro são de 2,19%, permitindo ao governo brasileiro uma economia de até R$ 600 milhões. Com os percentuais definidos, e a aprovação do acordo pelo Senado Federal brasileiro, o Ministério da Fazenda autorizou a operação de crédito externo no valor de até 245,3 milhões de dólares e 39,882 bilhões de coroas suecas.
 
O crédito cobrirá 100% do contrato comercial, sem a necessidade do pagamento de sinal. “A aprovação do projeto é uma decisão estratégica para garantir a soberania nacional do espaço aéreo brasileiro”, disse o ministro Jaques Wagner, lembrando ainda que o pagamento efetivo do financiamento só ocorrerá após o recebimento da última aeronave previsto para 2024.
 
Com o avanço do contrato, a Força Aérea Brasileira (FAB) será equipada com aeronaves de defesa e superioridade aérea compatíveis com a destinação e importância geopolítica do Brasil, abrindo também as portas do mercado da América do Sul à empresa SAAB e às empresas brasileiras subcontratadas.
 
O financiamento permitirá a aquisição dos 36 caças Gripen NG, que atenderão às necessidades operacionais da FAB nos próximos 30 anos.
 
Por meio de um ousado programa de transferência de tecnologia, com o Gripen NG o Brasil poderá deixar de ser comprador para se tornar fornecedor de aeronaves de combate de última geração.
 
Gripen NG
 
Anunciado em dezembro de 2013, o contrato comercial com a empresa sueca SAAB inclui a compra de aeronaves de combate, suporte logístico e compra de armamentos necessários à operação dos caças.
 
A Força Aérea Brasileira receberá 36 aviões de caça Gripen NG. A primeira aeronave deverá ser entregue em 2019 e, a última, em 2024. O contrato prevê ainda a fabricação de 15 das 36 unidades no Brasil, incluindo oito unidades de dois lugares, um modelo criado especialmente para a FAB.
 
A participação do Brasil no desenvolvimento do projeto dará à indústria aeronáutica brasileira acesso a todos os níveis de tecnologia, incluindo os códigos-fonte do Gripen. O programa de transferência de tecnologia incluirá itens como a integração de hardware, aviônicos, software e sistemas da aeronave, além do intercâmbio de conhecimento com mais de mais de 350 brasileiros indo a Suécia para treinamento.
 
Em paralelo, a Embraer também vem se preparando para receber o Gripen NG e já realizou as obras de terraplanagem para construção do prédio que abrigará o Centro.
 
Fonte: Ministério da Defesa
Foto: Sargento Johnson
Facebook Comments


Compartilhe
Close