MARINHA REPENSA REFORMA DE R$ 1 BILHÃO DO PORTA-AVIÕES SÃO PAULO

 
A cúpula da Marinha está dividida quanto à reforma prevista no porta-aviões São Paulo, embarcação de guerra adquirida da França em 2000. A dúvida é sobre o custo elevado da reforma, que pode ultrapassar R$ 1 bilhão para dar mais 20 anos de vida útil a um equipamento ultrapassado. Um grupo de oficiais defende a baixa do equipamento, o que significa a “aposentadoria” do São Paulo.
 
Fonte: Época
 
Facebook Comments


Compartilhe
Close