google.com, pub-9763613062442243, DIRECT, f08c47fec0942fa0

CLASSE INHAÚMA DEVE TER VIDA ÚTIL ESTENDIDA ATÉ 2026

Corvetas V32 Júlio de Noronha e V31 Jaceguai atracadas a contrabordo no AMRJ no dia 05/03/2015

Encaminhamos a Marinha do Brasil alguns questionamentos sobre a Classe Inhaúma que há alguns anos está no Arsenal para reparos.

Agradecemos ao Contra-Almirante José Roberto Bueno Junior pelos esclarecimentos.

O PMG de alguma das (três) corvetas classe Inhaúma já foi concluído? Quais os reparos e modernizações que foram realizados?
 
(Contra-Almirante José Roberto Bueno Junior) “Atualmente, as três corvetas encontram-se em Período de Manutenção (PM). Destes, somente o da Corveta ‘Julio de Noronha’ é um PMG, ou seja, Período de Manutenção Geral. A Corveta “Inhaúma” realiza um Período de Manutenção Intermediário (PMI), de escopo menor, e a Corveta ‘Jaceguai’ um Período de Manutenção Extraordinário (PME), para atender necessidades de manutenção corretiva. A quarta corveta da classe, a “Frontin”, foi transferida para a reserva em 2014.
 
O PMG da ‘Julio de Noronha’ abrange, em complemento aos serviços normalmente afetos a esse tipo de manutenção, um extenso programa de modernização, daí a classificação do seu período de manutenção como PMG/Mod.
 
Entre os serviços típicos de PMG, o Navio realizou as revisões gerais de todos os equipamentos de propulsão, dos dois Motores de Combustão Principal (MCP), da turbina a gás, bem como de dois dos seus quatro Motores de Combustão Auxiliares (MCA), empregados na geração de energia; diversos reparos estruturais; além de melhorias em compartimentos habitáveis.
 
Em relação ao programa de modernização, foram substituídos aos outros dois MCA por equipamentos de maior potência. Também foram substituídos por congêneres mais modernos as Unidades de Tratamento de Águas Servidas (UTAS) e Separador de Água e Óleo (SAO), sistemas importantes para atender aos requisitos de preservação ambiental; as plantas de ar condicionado; os grupos de osmose reversa para a produção de aguada; os compressores de ar comprimido; e sensores como o radar de navegação e o equipamento de Guerra Eletrônica.
 
Mas, o serviço de modernização mais complexo é, sem dúvida, a instalação do novo Sistema de Controle e Monitoramento (SCM), desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa da Marinha (IpqM), que será responsável por controlar toda a planta propulsora do Navio e acompanhar o desempenho de todos os seus principais equipamentos, contando com elevado grau de automatismo. Por exigir a instalação de sensores junto aos equipamentos da propulsão, além de unidades de controle nas praças de máquinas, é um serviço que requer considerável esforço de comissionamento e integração do novo sistema, envolvendo testes no porto e no mar.
 
Os períodos de manutenção ora em curso para as demais corvetas não envolvem a sua modernização, tendo por propósito recondicionar a propulsão, sistemas auxiliares e estruturas daqueles navios. Com base nos resultados obtidos pela Corveta ‘Julio de Noronha’, os demais navios da classe poderão também ser submetidos a um programa de modernização por ocasião de seus futuros PMG.”
 
 
Qual o cronograma atualizado desses meios?
 
(Contra-Almirante José Roberto Bueno Junior) “A Corveta ‘Jaceguai’ deve concluir seu PMG ainda no primeiro semestre de 2015, enquanto a Corveta ‘Inhaúma’ encerrará seu PMI no segundo semestre deste mesmo ano. A ‘Julio de Noronha’, como mencionado, concluirá seu PMG em fevereiro de 2016 e os testes do sistema de controle da propulsão em agosto daquele ano. Cabe ressaltar que estes prazos estão condicionados à disponibilidade de recursos para permitir o fluxo financeiro adequado para o prosseguimento dos PM.”
 
 
Qual a vida útil que ainda é esperado para as corvetas?
 
(Contra-Almirante José Roberto Bueno Junior) Após o término do PMG e respectivo Programa de Modernização, espera-se prolongar a vida útil desses meios por mais dez anos.
 
 
Período de Manutenção Geral (PMG) + Mod. “modernização”
Período de Manutenção Extraordinário (PME) “corretiva”
Período de Manutenção Intermediário (PMI) 
Obs.:
 
O Sistema de Controle e Monitoramento (SCM) instalado na Corveta Júlio de Noronha deverá ser o mesmo da futura Classe Tamandaré.  Com isso, a Marinha ganha tempo, testando-o primeiramente na Classe Inhaúma.
 
Graan Barros
Facebook Comments


Compartilhe
Close