AGUSTA WESTLAND MODERNIZARÁ OS SUPER LINX DA MARINHA DO BRASIL

Finmeccanica – A AgustaWestland tem o prazer de anunciar que a Aviação Naval da Marinha do Brasil assinou um contrato para uma grande atualização de meia-idade em oito ( dos 11) helicópteros Lynx Mk21A. O contrato, avaliado em mais de EUA $ 160,000,000 (117 € milhões), inclui a substituição dos motores da aeronave com o produto CTS800-4N de LHTEC, navegação, displays e suíte de aviônicos de missão. Um pacote de suporte e treinamento abrangente que inclui um dispositivo de treinamento de vôo também está incluído no contrato.

 

As atividades de atualização terão início em meados de 2015 na fábrica da AgustaWestland em Yeovil, Reino Unido, com o primeiro helicóptero programado para ser entregue de volta para o cliente no Outono de 2017. O lote completo de aeronaves atualizadas está prevista para ser entregue no início de 2019 .
Essas atualizações proporcionarão a aviação naval do Brasil uma melhoria significativa em suas capacidades, com melhor desempenho, alcance e eficácia operacional de missão da aeronave. O programa de atualização fornece evidências de capacidade e expertise da empresa em helicópteros naval, e fortalece ainda mais a parceria de longa data com este operador líder, que operou helicópteros Lynx desde 1978.
A nova geração de motores CTS800-4N, já utilizados no exército britânico Lynx Mk9A, o Super Lynx 300 eo AW159, irá fornecer os helicópteros com grandes melhorias de desempenho em ambientes quentes e altas, permitindo aumento da carga útil e uma extensa área de operação. A nova cabine de vidro será complementado por um conjunto de aviônicos avançados que compreende um processador tático, sistema de navegação baseado em satélite, o tráfego de sistema anti-colisão, sistema de aterragem instrumento, receptor / medidas de vigilância eletrônica de alerta radar integrado com contramedidas dispensadores e um total de cockpit compatível Night Vision Goggle, juntamente com um novo guincho de resgate acionado eletricamente.
Fonte: AgustaWestland


Saiba Mais!

Os AH-11 Super Linx fazem parte do 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque da Marinha do Brasil e têm como missão: 

“Prover os meios aéreos que integram o sistema de armas dos navios de superfície da Esquadra, a fim de ampliar as possibilidades dos sensores de bordo e a capacidade de reação dos navios”. 

Para isso, contam com mísseis Sea Skua, torpedos e recentemente receberam o FLIR, STAR SAFIRE III, câmara termal, que ficou conhecida pelos pilotos e técnicos como cabeça de ET .

A modernização deverá contemplar as células em melhor condição, procedimento muito comum. Basta ver a modernização das aeronaves A-1 da FAB e mesmo os AF-1B Falcão da própria Marinha do Brasil. 

Graan Barros
Facebook Comments


Compartilhe
Close