NOTA À IMPRENSA: ATUAÇÃO DE FUZILEIROS NAVAIS NA EMBAIXADA BRASILEIRA NA BOLÍVIA

A propósito de informações veiculadas na imprensa sobre a participação de fuzileiros navais na viagem que levou o senador boliviano Roger Pinto Molina de La Paz à cidade brasileira de Corumbá (MS), o Ministério da Defesa esclarece o seguinte:
1 – Os dois militares que acompanharam, de carro, o trajeto até a fronteira do Brasil com a Bolívia integram o destacamento de fuzileiros navais, cuja atribuição é prover a segurança da embaixada, do chefe do posto e dos demais integrantes do corpo diplomático brasileiro na Bolívia;
2 – Os militares participaram da viagem ao serem convocados pelo encarregado de negócios da embaixada brasileira em La Paz. De acordo com informações já prestadas pela Marinha do Brasil, a participação dos fuzileiros teve o objetivo exclusivo de garantir a segurança do diplomata brasileiro;
3 – No dia da viagem, os três adidos militares brasileiros na Bolívia encontravam-se fora de La Paz, na cidade de Cochabamba, participando de evento oficial do Exército daquele país;
4 – Os adidos afirmaram que, em momento algum, foram informados da ação de deslocamento do senador boliviano para o Brasil. Dessa forma, nenhuma autoridade brasileira, no âmbito do Ministério da Defesa, foi consultada ou tomou conhecimento da viagem antes de o senhor Roger Pinto ter ingressado em território brasileiro.
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa

61 3312-4070
Facebook Comments


Compartilhe
Close