MAIS MORTEIROS PESADOS PARA O EXÉRCITO

Arsenal de Guerra do Rio entrega mais 20 Morteiros Pesados 120 mm

 

Rio de Janeiro – Em 27 de fevereiro, o Arsenal de Guerra do Rio, Arsenal D. João VI, entregou à Força Terrestre (FT) mais 20 Morteiros Pesados 120 mm Raiados.
 
Este lote de morteiros pesados 120 mm completa, com total êxito, a produção do Arsenal de Guerra do Rio do ano de 2012, totalizando 90 unidades entregues à Força, os quais mobiliarão várias Organizações Militares das Armas de Infantaria, Cavalaria e Artilharia, aumentando o poder de fogo e a operacionalidade da FT.
 
O Morteiro Pesado 120mm Raiado é um armamento desenvolvido e fabricado pelo Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército Brasileiro, sendo composto de três partes principais: tubo-canhão raiado, reparo com trem de rolamento e placa-base. Utiliza qualquer tipo de munição 120 mm para morteiros de alma lisa ou raiada de padrão internacional. Com munição pré-raiada e propulsão adicional, atinge cerca de 13 km de alcance.


Fonte: Noticiário do Exército
 
 
INFORMAÇÕES DO CTEx:
 
O Morteiro possui grande potência de fogo, mobilidade e flexibilidade no emprego, podendo ser transportado por viatura 3/4 t, por avião ou por helicóptero, ou lançado de pára-quedas.
 
O Arsenal de Guerra do Rio (AGR) produz o tubo-canhão do morteiro 120mm em parceria com fábricas da indústria civil nacional que produzem a placa-base e o reparo.

 

CARACTERÍSTICAS:

Calibre nominal: 120 mm
Largura: 1.980 mm
Cadência de Tiro: 15 TPM (máxima)
Mecanismo de Disparo: Automático e Segurança (comandado)
Viatura tratora: 3/4 t
Peso total: 717kg
Munições Padrão OTAN  
Alcance com munição convencional: 6.500 m
Alcance com munição pré-raiada: 8.100 m
Alcance com munição pré-raiada com propulsão adicional: 12.600 m

 Fotos: CTEx



 

Facebook Comments


Compartilhe

2 Resultados

  1. Graan Barros disse:

    É verdade, Nelson. Precisamos ser cada vez mais auto-suficientes. Lembro que tanto o morteiro de 120 mm da matéria, quanto os de 60 mm e 81 mm serão adotados pelas demais forças através dos Requisitos Operacionais Conjuntos(ROC)do Ministério da Defesa. Obrigado pelo comentário! Graan Barros.

  2. NELSON disse:

    PRECISAMOS DE OBUSEIROS DE FABRICAÇÃO PRÓPRIA.