DEPOIS DA INHAÚMA AGORA É A VEZ DA RADEMAKER VOLTAR A ATIVA

 

Foto Oficial da MB tirada em 17/01/2006 usando uma Canon EOS 10 D.


Em dezembro de 2012, na fase final do Período de Manutenção Geral (PMG) e de revitalização, sob o Controle Operativo do Diretor-Geral de Material da Marinha, Almirante-de-Esquadra Arthur Pires Ramos, a Fragata “Rademaker” (F49) concluiu, com sucesso, suas Experiências de Máquinas.

Durante esse período, além da revisão das turbinas de propulsão, geradores e de diversos equipamentos e sensores de bordo, foram instalados o sistema de mísseis antinavio EXOCET MM-40, novos sistemas de comunicações por satélite, um novo radar de navegação, assim como foram nacionalizados, com apoio do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), importantes itens dos sistemas de combate.
 
Fonte: Marinha do Brasil
Editor:
   A antiguidade dos nossos meios acaba por tornar os PMG (Período de Manutenção Geral) cada vez mais longos. Porém no caso da Rademaker, além do PMG houve uma pequena modernização onde foram substituídos entre outras coisas os mísseis superfície-superfície Exocet MM-38 pelos MM-40. 

   Já em relação aos Sea Wolf* não há expectativas de substitução pelos sistema Albatroz Aspide 2000 que proveem defesa antiaérea as Fragatas da Classe Niterói. O que se sabe é que o inventário de SeaWolf da MB, ou seja 35 unidades, passará por uma inspeção radiográfica feita pela Avibrás para verificar as condições dos mísseis.

Facebook Comments


Compartilhe
Close