DEPOIS DO LEOPARD, VEM AÍ O GEPARD!

 

 
Para prover defesa antiaérea adequada a uma coluna de tanques que avançam em território inimigo, faz-se necessário a utilização de uma artilharia AAe autopropulsada. Nesse território hostil do campo de batalha moderno, os blindados são o alvo preferencial dos helicópteros de ataque como, por exemplo, o russo MIL-MI 35 (AH-2 Sabre), operado por países como Venezuela, Peru e o próprio Brasil ou mesmo os Apache e Super Cobra que entretanto, não são operados por países vizinhos.

 
Pensando assim, o Exército do Brasil entrou em negociação com a Krauss-Maffei Wegmann, alemã para adquirir um lote (falou-se em 36 unidades) do seu blindado de defesa aérea Flakpanzer Gepard 1A2. Dotado de dois canhões Oerlikon de 35 mm e radar de direção de tiro, o Gepard foi montado sobre um chassi Leopard, o que facilitará a manutenção, pois o Exército Brasileiro já está familiarizado com a mecânica desse modelo, já que em 2011 recebeu um lote de 240 carros de combate Leopard 1A5.

 
Graan Barros
 
ESPECIFICAÇÕES
Fonte: site da Krauss-Maffei Wegmann
 
Peso: 47,5 Toneladas
Comprimento: 7,68 m
Largura: 3,71 m
Altura: 3,29 m
Velocidade máxima: 65 Km
Autonomia: 550 km
Armamento: 2 canhões de tubo Oerlikon automáticos
Países Operadores: Alemanha, Bélgica e Romênia
 
 
Vídeo da apresentação do Gepard ao Exército Brasileiro:
 
Facebook Comments


Compartilhe