ERDOGAN: NÓS VAMOS ASSUMIR O COMANDO DOS COMBATES NA SÍRIA

  • O presidente turco, Tayyip Erdogan, fala a seus partidários em Konya, Turquia, em 17 de dezembro de 2018 . foto REUTERS

O presidente turco, Tayyip Erdogan, falou na sexta-feira após a retirada dos EUA da Síria.

Erdogan afirmou que seu país assumirá o comando da luta contra o EI na Síria e continuará sua luta contra os curdos no norte da Síria.

Uma autoridade dos EUA que fala anonimamente disse que os EUA consideram colocar forças especiais no Iraque para responder a eventos na Síria.



O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, assegurou ao primeiro-ministro iraquiano, Adel Abdul Mahdi, que os Estados Unidos ainda estão comprometidos em combater o Estado Islâmico no Iraque e em outras áreas, apesar da retirada das tropas da Síria, disse o gabinete de Abdul Mahdi neste sábado.

A decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar as forças norte-americanas da Síria foi seguida por duras críticas de autoridades de inteligência israelenses.

“Um sentimento de abandono”, disse um funcionário ao The New York Times . “Trump nos jogou debaixo do ônibus de Israel – e neste caso o ônibus é um caminhão russo que fornece armas para a Síria e o Hezbollah”.

A decisão de Trump também recebeu críticas no campo republicano. “É um erro semelhante a Obama cometido pelo governo Trump”. O senador Lindsey Graham chamou a retirada. “Esta será uma grande vitória para o ISIS, Irã, Assad e os russos”.

O senador Marco Rubio twittou sobre a decisão de Trump, dizendo que “vai assombrar a América nos próximos anos”.

The Jerusalem Post

Por Alon Einhorn

22 DE DEZEMBRO DE 2018

Facebook Comments


Compartilhe