CTEX RECEBE OS MÓDULOS DE RÁDIO FREQUÊNCIA E MÓDULO DE ALIMENTAÇÃO DO PROJETO RÁDIO DEFINIDO POR SOFTWARE-DEFESA

  • Módulos de Rádio Frequência (RF) e Módulo de Alimentação (MA) do Projeto Rádio Definido por Software RDS-Defesa
  • Projeto Rádio Definido por Software RDS-Defesa
  • Projeto Rádio Definido por Software RDS-Defesa3

No dia 19 de dezembro de 2018 foi realizada, nas dependências do Núcleo de Inovação e Pesquisa em Comunicações Aplicadas a Defesa (NIPCAD), a entrega pela Empresa AEL SISTEMAS do ciclo 01 de P&D dos Módulos de Rádio Frequência (RF) e Módulo de Alimentação (MA) do Projeto RDS-Defesa.

A referida entrega é um marco do projeto, pois a despeito das dificuldades enfrentadas por ocasião da resilição do contrato da MECTRON/ODEBRECHT, os módulos encontram-se funcionais, sendo que a fase de integração com os demais módulos do Protótipo RDS-Defesa poderá ser iniciada ao longo de 2019, com previsão de avaliação do protótipo no CAEx em 2020.

Importante destacar que as equipes técnicas do CTEx, da AEL e do CPqD realizaram testes preliminares que constataram que a referida entrega encontram-se em nível tecnicamente aceitável para ciclo 01 de desenvolvimento, sendo que os problemas identificados serão sanados ao longo do ciclo 02 com previsão de término em dezembro de 2019.



Este importante resultado é motivador face ao início da mencionada fase de integração, bem como para demonstração do funcionamento do Protótipo RDS-Defesa a ser realizado na importante feira LAAD, a ser realizada em abril de 2019.

Fonte: CTEx

27.12.2018

Visão Geral do RDS

O Projeto RDS (Rádio Definido por Software) integra o Projeto Estratégico Defesa Cibernética do Ministério da Defesa, cuja coordenação é atribuída ao Exército Brasileiro. O Projeto RDS visa promover a interoperabilidade entre as Forças Armadas do Brasil; reduzir o custo do apoio logístico; dominar todo o ciclo de P&D de um RDS; bem como, contribuir para fortalecer a Base Industrial de Defesa do país.

A fase de execução do projeto iniciou-se em dezembro de 2012 e está prevista para durar 10 anos. Ao longo desse período, estão previstos: o desenvolvimento de diversas formas de onda, protótipos de rádios veiculares, uma ferramenta de desenvolvimento de formas de onda e um programa planejador de missões.

Neste projeto, participam diversos engenheiros e Institutos de Ciência e Tecnologia das três Forças Armadas, tais como CTEx, CASNAV, IPqM, IEAv e ITA.

– Equipamento veicular para plataformas navais e terrestres;

– Operação com diversas formas de onda;

– Operação multibanda em HF, VHF e UHF (2 a 512 MHZ);

– Conformidade com Software Communications Architecture (SCA) versão 2.2.2;

– Controles de segurança e criptografia;

– Capacidade de transmissão analógica e digital.

 

Fonte: CTEx

 

Facebook Comments


Compartilhe