BRASIL – CAZAQUISTÃO: FORTALECIMENTO DAS RELAÇÕES BILATERAIS

  • foto Valéria Ricci AIG-MRE foto (topo)
  • fotos Valéria Ricci AIG-MRE

O ministro Aloysio Nunes esteve no Cazaquistão onde manteve reuniões de trabalho com o ministro das Relações Exteriores, Kairat Abdrakhmanov, e com o vice-primeiro ministro (e ministro da Agricultura) daquele país, Umirzak Shukeyev.

O Cazaquistão desempenha papel político estratégico em sua região e ocupa posição geográfica chave na conexão terrestre entre a Ásia e a Europa.

Esta é a primeira visita de um chanceler brasileiro ao Cazaquistão, nos 25 anos de relações diplomáticas entre os dois países, e vem dar impulso à relação bilateral, que se tem adensado nos últimos anos.



Hoje, o Brasil é o principal parceiro comercial do Cazaquistão na América Latina e há potencial de fortalecer os laços em agropecuária, investimentos, energia renovável, tecnologia aeroespacial e turismo.

cazaquistao

Brasil e Cazaquistão estabeleceram relações diplomáticas em 1993. O diálogo bilateral foi impulsionado pela inauguração, em 2006, da Embaixada do Brasil em Astana – a primeira representação diplomática residente de país latino-americano na Ásia Central – e pela abertura da Embaixada do Cazaquistão em Brasília, em 2013. Os dois países realizam reuniões de consultas políticas, a mais recente delas realizada em Brasília, em 2012.

Brasil e Cazaquistão compartilham algumas posições em fóruns multilaterais, em temas como desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente. O Brasil apoia o ingresso Cazaquistão na OMC e recebeu o apoio cazaque ao seu pleito de obtenção de assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Os Governos brasileiro e cazaque estão negociando acordos para avançar iniciativas bilaterais de cooperação e para aprofundar as relações de comércio e investimentos. Estão sendo implementadas parcerias na área esportiva, que incluem a formação de jogadores cazaques de futebol no Brasil.

O fluxo de comércio entre os dois países tem crescido significativamente, evoluindo de US$ 45 milhões em 2002 para mais de US$ 200 milhões em 2012. Em 2013, o Brasil participou do VI Fórum Econômico de Astana. Há empresas brasileiras atuando no mercado cazaque e outras analisam instalar-se no país, para produção e exportação aos mercados da Comunidade dos Estados Independentes.

Cronologia das relações

1993 – Brasil e Cazaquistão estabelecem relações diplomáticas

2006 – Abertura da Embaixada do Brasil em Astana

2007 – Visita ao Brasil do Presidente Nursultan Nazarbayev

2009 – Visita ao Cazaquistão do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva

2013 – Abertura da Embaixada do Cazaquistão em Brasília, por ocasião da visita ao Brasil do Ministro dos Negócios Estrangeiros Erlan Idrissov (2 e 3 de outubro)

2013 – Brasil participa do VI Fórum Econômico de Astana

Fonte: MRE

Facebook Comments


Compartilhe