RÚSSIA REVELA VERSÃO E QUANTIDADE DE S-300 ENTREGUES A SÍRIA

  • míssi 48N6E-5P58TE-Launch-1S

A Rússia revelou a quantidade real e o modelo do sistema S-300 que foi entregue ao Exército Árabe Sírio. Segundo uma fonte militar do país, a Síria recebeu três baterias da versão S-300 PM, ou seja, a usada pelo Exército da Rússia, incluindo 24 lançadores e uma quantidade de mísseis que pode ter chegado a 300 unidades.

A autoridade russa assim se pronunciou:

Em 1º de outubro, três conjuntos de sistemas S-300PM de oito lançadores foram entregues à Síria”, disse a fonte, segundo a TASS. “Esses sistemas foram implantados anteriormente em um dos regimentos das forças aeroespaciais russas que agora usam os sistemas S-400 Triumf. Os sistemas S-300 foram submetidos a reparos de capital em empresas de defesa russas, estão em boas condições e são capazes de realizar tarefas de combate.



Com a informação de hoje, a crítica lançada por alguns especialistas (apressados) de que aquantidade de lançadores enviadas aos sírios era pequena, foi anulada.

A página do Twitter, Syrian Strategic Researches foi a primeira a levantar a lebre sobre outro ponto: que a versão do S-300 disponibilizada aos sírios não seria a de exportação (PMU). O site observou que um dos lançadores do S-300 que foram tranportados, ainda possuia o símbolo do último desfile do Dia da Vitória de 2018, conhecido na Rússia como Dia da Vitória na Grande Guerra Patriótica.

Uma bateria S-300PM possui um radar 30N6E1, um radar de alerta / aquisição de baixo nível 76N6 e até oito lançadores 5P85S / 5P85T (variante de exportação SE / TE), cada um com quatro rodadas do míssil 48N6. Um batalhão pode ter até seis baterias, usando um radar de aquisição 64N6E compartilhado, suportado por um posto de comando 54K6E. Os mísseis podem ser endereçados independentemente pelo radar 30N6E1, através de entrelaçamento de dados de outros sistemas.

Por Graan Barros

Fontes: MD da Rússia, Syrian Strategic Researches, Air Power Australia

 

Facebook Comments


Compartilhe