ISRAEL ATACA A SÍRIA E ESTADO ISLÂMICO APROVEITA PARA RECUPERAR ÁREAS PERDIDAS

  • Quneitra, sul da Síria
    Quneitra

Há duas horas, as Forças de Defesa de Israel (IDF) atacaram diversos pontos na Síria em retaliação ao VANT que sobrevoou o Mar da Galileia. Segundo a Agência estatal SANA, os israelenses usaram caças para lançar mísseis contra posições do Exército Árabe Sírio nas regiões de Hadar e Juba. A artilharia antiaérea síria precisou ser ativada para tentar rechaçar o ataque israelense que, na maioria das vezes, é bem sucedido.

Em outra frente, na cidade Quneitra, Forças de defesa de Israel informaram que dispararam mísseis terra-terra contra o Exército Árabe Sírio. A região sul de Israel, onde se encontram as Colinas de Golan, existe um enclave do Daesh (mais conhecido como Estado Islâmico) há mais de cinco anos e que nunca foi incomodado pelos israelenses.

Quneitra

Há também uma longa faixa ocupada por “rebeldes” do Tahri Al-Sham (Al-Qaeda da Síria) e pelo grupo wahabista e salafista patrocinado pela Monarquia Absolutista Saudita, Jabaht Al-Islam. Aproveitando o ataque israense esses grupos iniciaram uma ofensiva para atacar o Exército Árabe Sírio e reuperar áreas perdidas.

O mapa de 7/7/2018 revelava o “status” da Operação Basalto” iniciada pelo Exército Árabe Sírio para recuperar a região.

Em azul: Colinas de Golã

Verde: Região ocupada pelos grupos rebeldes

Preto: Daesh (Estado Islâmico)

Por Graan Barros

Facebook Comments
Compartilhe