EUA AFIRMAM QUE AS FORÇAS DE ISRAEL E NÃO AS SUAS QUE ATACARAM A SÍRIA NO DOMINGO

  • Ataque aéreo dos EUA ou Israel na Síria - foto de Felipe Dana

Uma autoridade dos EUA disse à CNN na segunda-feira que um ataque aéreo próximo à fronteira Iraque-Síria no domingo foi obra de Israel, e não uma tentativa da coalizão dos EUA de atingir o Estado Islâmico.

Enquanto a TV estatal síria culpou os EUA por um ataque no domingo contra as forças do regime pró-Assad, alegando que as forças da coalizão haviam alvejado sem sucesso posições do Estado Islâmico, um porta-voz da coalizão disse à CNN na segunda-feira que não houve ataque na região.

Em vez disso, a fonte afirmou que o ataque foi realizada pelos militares israelenses .



O ataque, no entanto, não se encaixa no modus operandi dos ataques israelenses anteriores na Síria. Especificamente, os ataques israelenses na Síria geralmente ocorreram na região oeste daquele país, perto de Damasco e Homs, visando o pessoal militar e a infra-estrutura do Irã.

Israel também tem como alvo remessas avançadas de armas da Síria para o grupo terrorista Hezbollah no Líbano. Por outro lado, a greve de domingo à noite ocorreu no leste da Síria e visou forças pró-regime.

Se, de fato, Israel realizou o ataque, isso demonstra a capacidade do Estado judaico de atacar profundamente no território sírio e sua disposição de enfrentar o regime de Assad.

Em consonância com a política oficial israelense, a IDF se recusou a comentar o ataque.

No fim de semana, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, conversou com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e com o presidente russo, Vladimir Putin, duas figuras com as quais Netanyahu poderia ter discutido ataques israelenses na Síria.

Fonte: World Israel News

Facebook Comments


Compartilhe