USS MILWAUKEE DÁ INÍCIO AOS TESTES DE DESENVOLVIMENTO DO MÓDULO DE MÍSSEIS LCS

  • 180511-N-N0101-113
    180511-N-N0101-113 ATLANTIC OCEAN (May 11, 2018) The Freedom variant littoral combat ship USS Milwaukee (LCS 5) fires an AGM-114L Longbow Hellfire missile during a live-fire missile exercise off the coast of Virginia, May 11, 2018. Milwaukee fired four Longbow Hellfire missiles that successfully struck fast inshore attack craft targets during a complex warfighting environment utilizing radar and other systems to track the targets. (U.S. Navy photo/Released)

O navio de combate USS Milwaukee (LCS 5) conduziu lançamento de mísseis na costa da Virgínia, no dia 11 de maio. 

O Milwaukee disparou quatro mísseis de longo alcance que atingiram alvos de ataque rápido na costa.

Durante a evolução, a tripulação do navio executou um cenário simulando um complexo ambiente de combate, utilizou radares e outros sistemas para rastrear pequenos alvos na superfície, simulou compromissos e depois disparou mísseis contra os alvos da superfície.

“A tripulação do USS Milwaukee executou de forma soberba e a equipe de teste conduziu o evento sem problemas, ambos foram essenciais para tornar o evento bem-sucedido”, disse o capitão Ted Zobel, gerente do programa LCS Mission Modules.

Isso marca a conclusão da primeira fase do teste de desenvolvimento (DT) do Módulo de Mísseis Surface-to-Surface (SSMM) para o programa LCS Mission Modules (MM). Este foi o primeiro disparo integrado do SSMM a partir de um LCS. Além disso, este foi o segundo lançamento no mar de mísseis SSMM de um LCS. O SSMM utiliza o Longbow Hellfire Missile em lançamento vertical para combater ameaças de pequenos barcos. A capacidade operacional inicial (IOC) e o fielding do SSMM são esperados em 2019.

O Milwaukee, oriundo da Naval Station Mayport, é uma plataforma rápida, ágil e focada na missão projetada para operação em ambientes próximos à costa, mas capaz de operar em oceano aberto. Ele é projetado para derrotar ameaças assimétricas de “acesso”, como minas, submarinos a diesel silenciosos e embarcações rápidas de superfície.

“A equipe de combate litoral da costa leste continua a crescer e amadurecer com dois Freedom LCS chegando anualmente em Mayport. Estamos ansiosos para conduzir a próxima fase do teste SSMM a bordo do USS Detroit (LCS 7)”, disse o Capt. Shawn Johnston. do Littoral Combat Ship Squadron.

O navio é um navio modular e reconfigurável, projetado para atender às exigências validadas de frota para missões de guerra de superfície, guerra anti-submarino e contramedidas de minas na região litorânea. Um pacote de missão intercambiável é embarcado em cada LCS e fornece os principais sistemas de missão em uma dessas áreas de guerra. Usando um projeto de arquitetura aberta, armas modulares, sistemas de sensores e uma variedade de veículos tripulados e não tripulados para conquistar, sustentar e explorar a supremacia marítima, o LCS fornece à força conjunta dos EUA acesso a áreas críticas em vários teatros de operações.

Facebook Comments
Compartilhe