AVIAÇÃO ISRAELENSE USOU OUTRO CAMINHO PARA ATACAR A SÍRIA

  • IMG_20180501_160028
  • over lebanon

A Força Aérea de Israel estava optando por atacar alvos na Síria usando a tática de violar o espaço aéreo do Líbano. Mas agora, parece que a tática mudou, como foi observado pelo proprietário da conta do Twitter, “Wael“.

No ataque de 29 de abril os israelenses decolaram de suas bases em israel e sobrevoaram a Jordânia e o Iraque com o objetivo de se misturar com os contatos redar das aeronaves da coalização que sobrevoam constantemente o os céus da Síria, dificultando assim, a vida dos sistemas de defesa antiaérea da síria.

Os F-15, e não os F-35 como havia sido cogitado por alguns meios, realizaram o ataque com bombas GBU-39 que já estão integradas a essas aeronaves e mísseis. Depois retornaram pelo mesmo caminho, sendo porém reabastecidos por aeronaves REVO sobre o espaço aéreo iraquiano.

Além da região oriental da Síria, como foi observado, além de ser sobrevoada constantemente por aeronaves da coalizão ela é pouco coberta por radares por não possuir cidades importantes economicamente como são Aleppo e Damasco.

Abaixo, um desenho com um caça israelense atacando a Síria a  partir do território do Líbano.

 

Facebook Comments
Compartilhe