FILHO DE NETANYAHU PUBLICA NO INSTAGRAM “FUCK TURKEY” EM MEIO A CRISE DIPLOMÁTICA

  • turquia

Yair Netanyahu, filho do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, publicou uma imagem controversa dizendo “Fuck Turkey” em sua conta do Instagram na quarta-feira. Isto segue um incidente diplomático entre Israel e Turquia, que começou terça-feira, quando Ancara expulsou o embaixador de Israel sobre o número de palestinos mortos durante protestos na fronteira de Gaza na segunda-feira.

Post do Instagram de Yair Netanyahu

Em resposta à imagem, os associados de Netanyahu responderam: “Yair Netanyahu é uma pessoa privada, assim como sua conta no Instagram”.

No início da quarta-feira, o Ministério das Relações Exteriores convocou o único representante turco restante em Israel para uma reunião para protestar contra o controle de segurança que o embaixador de Israel na Turquia foi submetido ao deixar o país.



O Ministério das Relações Exteriores turco ordenou que o embaixador israelense Eitan Naeh deixasse a Turquia na terça-feira para consultas por um período indeterminado de tempo sobre a morte de 60 palestinos pelas forças israelenses.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e seu filho Yair visitam o Muro das Lamentações em Jerusalém, em 18 de março de 2015.
THOMAS COEX / AFP

A mídia turca foi convidada a cobrir a saída de Naeh, que foi submetida ao que o Ministério das Relações Exteriores descreveu como uma verificação de segurança severa e humilhante. Aparentemente, Naeh foi revistado e solicitado pelo pessoal de segurança do aeroporto de Istambul para tirar os sapatos enquanto a imprensa turca olhava.

Em resposta à expulsão de Naeh, Israel ordenou que o cônsul geral turco em Jerusalém, Husnu Gurcan Turkoglu, responsável pelas relações da Turquia com os palestinos, voltasse para casa para consultas. O embaixador da Turquia em Tel Aviv já havia sido convocado, assim como o embaixador da Turquia em Washington.

Em resposta à expulsão de Israel do enviado turco, a Turquia convocou o cônsul geral de Israel em Istambul, Yossi Levi Safri, e também pediu a ele que deixasse o país.

Erdogan disse na terça-feira que “Netanyahu é o primeiro-ministro de um estado de apartheid. … Ele tem o sangue de palestinos em suas mãos e não pode encobrir crimes atacando a Turquia. ”

Em troca, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu bateu Erdogan. “Um homem que envia milhares de soldados turcos para manter a ocupação do norte de Chipre e invade a Síria não nos pregará quando nos defendermos de uma tentativa do Hamas. Um homem cujas mãos estão manchadas com o sangue de incontáveis ​​cidadãos curdos na Turquia e na Síria é a última pessoa a nos pregar sobre a ética do combate ”.

Na terça-feira, a África do Sul retirou seu embaixador de Tel Aviv, dizendo que “condena nos termos mais fortes possíveis o mais recente ato de agressão violenta realizado pelas forças armadas israelenses ao longo da fronteira de Gaza”. Nos últimos dias, Irlanda, Bélgica e Luxemburgo convocaram seus embaixadores israelenses para expressar seu desalento e protestar contra o número de mortos em Gaza.

Fonte: Haaretz

Facebook Comments


Compartilhe