VÍDEOS: CAPACETES AZUIS AUSTRÍACOS TERIAM PERMITIDO POLÍCIA SECRETA SÍRIA CAIR EM EMBOSCADA

  • EMBOSCADA

O Ministério da Defesa da Áustria mandou abrir investigações sobre um incidente ocorrido em 2012, na fronteira entre Israel, Síria e Líbano, depois que um vídeo divulgado pelo “Der Falter” mostra soldados austríacos, pertencentes a força de paz da ONU, não avisando membros da polícia síria que estes iriam cair em uma emboscada de rebeldes na região do maciço de Hermon nas Colinas de Golã.

Um militar de que quis permanecer no anonimato usando o pseudônimo de “Markus H.” falou ao Salzburger Nachrichten que as ordens para não se intrometer foram dadas pelo Comandante Geral indiano, “Iqbal Singh Singha”. Entretanto, o professor da Universidade de Viena, Manfred Nowak afirmou que há relatos de que os soldados da ONU já haviam tido contato com os criminosos e também lhes deram água. “Eles não eram neutros, eles apoiaram um lado”.

Apesar do incidente ter sido noticiado pelo jornal austríaco, Der Falter como novidade, a morte desses nove sírios no Golan é fato conhecido no Conselho de Segurança da ONU desde o final de novembro de 2012. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, mencionou o incidente em seu relatório bienal sobre as atividades da Missão do Golã, UNDOF.  Um parágrafo é dedicado ao incidente:

“Em 29 de setembro, a UNDOF viu nove forças de segurança sírias serem mortas por 13 membros armados da oposição de uma emboscada na zona intermediária perto da posição da ONU Hermon Sul na área.”

As tropas de paz da ONU voltaram à Áustria pouco depois do incidente – nenhuma declaração oficial foi feita se a sua retirada estava relacionada com o evento.

Por Graan Barros

Facebook Comments
Compartilhe