FRAGATAS FREMM DA FRANÇA FRACASSAM AO LANÇAR MÍSSEIS “MDCN” CONTRA A SÍRIA

  • FREEM MDCN

Segundo o jornal francês L’Opinion, das três fragatas multi-missão (FREMM) armadas com os “Missile De Croisière Naval (MDCN)”, uma variação do SCALP, não conseguiram realizar a sua missão completamente no ataque a Síria. Apenas um míssil em cada dois tinha condições de ser disparado.

O jornal que conseguiu a informação de fontes da marinha francesa afirmou que das três fragatas posicionadas ao leste do Mediterrâneo, a Aquitaine, a Auvergne e a Languedoc, somente a última conseguiu disparar seus mísseis. A fonte alegou que “alguns mísseis não saíram” como resultado de “riscos técnicos”.

Ainda segundo o L’Opinion, na eventualidade de uma das fragatas não conseguir cumprir sua missão as outras deveriam assumir, mas a “janela de ataque” da coalização já havia acabado.

Ate agora, não houve explicações satisfatórias sobre o fracasso, tanto da Marinha Francesa como da MBDA, fabricante dos mísseis MDCN usados na missão.

O MDCN foi desenvolvido para a Marinha francesa como um míssil de cruzeiro de longo alcance e grande precisão com sistema de guiamento inercial, GPs e infravermelho (IR) na fase terminal .

Facebook Comments
Compartilhe