IGUAIS AO DAESH? REBELDES DE GHOUTA QUEREM QUE A SÍRIA VIRE UM CALIFADO

  • Ahrar Al sham

Três dos quatro grupos que estão lutando contra o Exército Árabe da Síria (força regular) na região de Ghouta, têm em seu plano de governo, se depuserem o presidente Bashar Al-Assad, transformar a Síria em um Califado Islâmico da mesma forma que tentou o Daesh, também conhecido como Estado Islâmico ou ainda ISIS.

Somente o grupo Faylaq al-Raḥman não demostrou essa intenção, talvez por o grupo ter sido formado por alguns militares desertores do Exército Árabe Síria. Outros como o Jaysh Al Islam (financiado pela Arábia Saudita), Ahrar Al-Shan e o Jabhat Math al-Sham possuem duas características comuns importantes e que os igualam ao Daesh: são salafistas e wahabistas.

Segundo o professor em teologia e lei islâmica Bernard Haykel, o Salafismo e o Wahabismo têm origem em Muhammad ibn Abd al Wahhab que acreditava que o Islã precisava de uma purificação, mesmo que para se chegar a essa purificação necessite usar a Jihad (luta) para alcança-la.[1]

Algo bem diferente do governo secular do alauíta, Bashar Al Assad que recebe apoio de sunitas, xiitas e cristãos. Para exemplificar, no momento, cerca de 15 milícias cristãs estão em diversos fronts na Síria combatendo junto com as forças do governo.

Por Graan Barros

Facebook Comments
Compartilhe