CAÇAS F-35 DE ISRAEL INVADIRAM ESPAÇO AÉREO DO IRÃ, AFIRMA JORNAL DO KWAIT

  • F-35 'Adir'

Dois aviões de caça Adir F-35 da IAF entraram no espaço aéreo iraniano sem serem detectados, segundo o jornal do Kuwait Al-Jarida.

Dois caças israelenses F-35 entraram no espaço aéreo iraniano no mês passado, informou o jornal do Kuwait Al-Jarida na quinta-feira. O ato é um sinal de aumento das tensões regionais, especialmente à luz dos recentes ataques militares israelenses na Síria, inclusive contra bases iranianas no país.

Fontes citadas em Al-Jarida afirmaram que dois caças furtivos sobrevoaram o espaço aéreo sírio e iraquiano para chegar ao Irã, e até mesmo alvejaram locais nas cidades iranianas Bandar Abbas, Esfahan e Shiraz.



O relatório afirma que os dois caças, entre os mais avançados do mundo, circulavam em altitudes elevadas, acima dos locais do Golfo Pérsico, suspeitos de estarem associados ao programa nuclear iraniano.

Ele também afirma que os dois jatos não foram detectados pelo radar, inclusive pelo sistema de radar russo localizado na Síria. A fonte se recusou a confirmar se a operação foi realizada em coordenação com o exército dos EUA, que recentemente realizou exercícios conjuntos com a IDF.

A fonte acrescentou que os sete combatentes do F-35 em serviço ativo na IAF realizaram uma série de missões na Síria e na fronteira libanesa-síria. Ele sublinhou que os caças podem viajar de Israel para o Irã duas vezes sem reabastecimento.

Israel admitiu ter lançado cerca de 100 ataques aéreos contra a Síria nos últimos cinco anos, visando terroristas do Hezbollah, comboios de armas e infra-estrutura, e acredita-se que esteja por trás de dezenas de outros.

Em 21 de março, as IDF liberaram para publicação que Israel estava por trás da destruição em 2007 de um reator nuclear que estava em construção no norte da Síria.

Em fevereiro, caças israelenses F-16 entraram no espaço aéreo sírio, atingindo 12 alvos iranianos na Síria em resposta a um drone iraniano que foi abatido sobre Israel. Dois tripulantes israelenses ficaram feridos quando foram ejetados de seu jato antes de cair, o que mais tarde foi determinado como causado por erro do piloto.

Em resposta ao drone iraniano, uma alta autoridade israelense alertou que Israel reagirá com força aos esforços do Irã para se fortalecer ainda mais na Síria.

“… os iranianos estão determinados a continuar se estabelecendo na Síria, e o próximo incidente é apenas uma questão de tempo”, disse ele, alertando que Israel não descarta que a República Islâmica continuará a tentar atacar Israel .

The Jerusalem Post

Facebook Comments


Compartilhe