ANCARA E BAGDÁ CONSIDERAM OPERAÇÃO CONJUNTA CONTRA CURDOS IRAQUIANOS

  • veículos das Forças Peshmarga curdas são vistos perto de Altun Kupri entre Kirkuk e Erbil, no Iraque foto Azad Lashkari

Ancara e Bagdá podem realizar uma operação militar conjunta contra curdos iraquianos após as eleições de maio no Iraque, disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia.

Falando a CNN Turk, Mevlut Cavusoglu também disse que a operação de Ancara contra as milícias curdas sírias na região de Afrin seria concluída em maio.

As milícias curdas no Iraque e na Síria foram aliadas com a coalizão liderada pelos EUA, que os reuniu para operações dirigidas às forças jihadistas do grupo terrorista, Estado islâmico (anteriormente ISIS). Na Síria, as chamadas Forças Democráticas da Síria, que são dominadas pelas milícias Curdas do YPG, foram a principal força terrestre no cerco da fortaleza do Estado Islâmico em Raqqa.



Ancara considera essas milícias como uma extensão de sua organização militante nacional curda, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que é considerado um grupo terrorista pelo governo turco. Os curdos da Síria e do Iraque foram atacados por forças turcas em várias ocasiões nos últimos anos, incluindo a atual operação transfronteiriça em Afrin.

A região autônoma do Curdistão iraquiano provou ser incômoda para Bagdá. No ano passado, o governo iraquiano usou uma combinação de força militar e manobra política para minar os resultados de um referendo de independência, no qual a região votou na secessão do resto do Iraque.

Fonte: RT

Facebook Comments


Compartilhe