IRÃ NEGA QUE ATAQUE ISRAELENSE TEVE RELAÇÃO COM “DRONE”

  • irã ministro

TEHERAN (Tasnim) – O secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã rejeitou como uma mentira as alegações feitas pelo regime israelense de que lançou ataques aéreos na Síria depois de ter interceptado o que eles disseram ser um drone iraniano.

“A reivindicação dos sionistas […] para danificar as bases iranianas na Síria é uma mentira”, disse Ali Shamkhani a jornalistas em Teerã no domingo, à margem dos comícios que marcaram o aniversário de vitória da Revolução Islâmica.

O Irã mantem “assessoria e não presença militar” na Síria, reiterou o funcionário de segurança, negando a alegação israelense de que seus aviões de guerra haviam decolado em reação a um drone iraniano.

“A nação síria provou desta vez que responderá a qualquer ato de agressão”, ressaltou.

Seus comentários vieram depois que o exército israelense lançou ataques dentro da Síria depois de ter interceptado o que disse que era um zangão iraniano e o subseqüente abate de um avião de combate israelense, que caiu depois que ele foi atacado pela defesa aérea síria.

Os ataques aéreos israelenses começaram no início do sábado, quando o exército do país disse ter interceptado uma aeronave não tripulada pela cidade de Beit Shean “em uma missão militar enviada e operada por forças militares iranianas”.

O regime sionista retaliou enviando pelo menos oito jatos para atacar bases militares iranianas e alegadas. Um desses aviões, um F-16, foi derrubado pelas forças da Síria ao retornar dessa missão.

Fonte: Tasnim

Facebook Comments
Compartilhe