MINISTRO BRITÂNICO: JERUSALÉM SERÁ A CAPITAL DE PALESTINOS E ISRAELENSES

  • O presidente do AP, Mahmoud Abbas e o secretário de Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Boris Johnson, em Ramallah, 8 de março de 2017. foto Nasser Nasser

O ministro das Relações Exteriores britânico, Boris Johnson, disse ao seu homóloga palestino que Jerusalém será a “capital compartilhada dos estados israelenses e palestinos”.

O diplomata-chefe da Grã-Bretanha, Boris Johnson, disse a Riyad al-Malki da Autoridade Palestina na segunda-feira que Jerusalém será finalmente compartilhada por Israel e um futuro estado palestino, de acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico.

“Eu reiterei o compromisso do Reino Unido em apoiar o povo palestino e a solução dos dois estados, a necessidade urgente de negociações de paz renovadas e a posição clara e duradoura do Reino Unido sobre o status de Jerusalém”, afirmou Johnson.

“Deveria ser determinado em uma solução negociada entre israelenses e palestinos, e Jerusalém deveria, em última instância, ser a capital compartilhada dos estados israelenses e palestinos”, afirmou.

A Assembléia Geral das Nações Unidas (UNGA) votou no mês passado a favor de uma resolução não vinculativa que condena o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel. A resolução também representa uma rejeição da intenção dos EUA de mover a embaixada dos EUA para Jerusalém, uma política que foi sancionada pela lei norte-americana há mais de duas décadas.

A UNGA votou 128-9 e 35 abstenções para declarar a declaração de Trump como “nula e sem efeito”. O Reino Unido foi um dos que votaram a favor da resolução.

Em um discurso antes da votação da ONU, al-Malki disse que a decisão dos EUA representa “uma agressão aos direitos naturais do povo palestino … e a todos os árabes e muçulmanos do mundo”. Ele fez referências repetidas aos locais sagrados muçulmanos em Jerusalém, sem nunca reconhecer os antigos laços judaicos com a cidade sagrada.

Fonte: UWI

Facebook Comments
Compartilhe