NIKKI HALEY FALA DE PAÍS QUE NÃO EXISTE EM TROTE DE DUPLA DE HUMORISTAS RUSSOS (ÁUDIO)

  • Nikki Haley foto de Stephanie Keith Reuters

A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, teve uma conversa telefônica com o recém-nomeado primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, na qual discutiram uma série de questões aparentemente importantes por pouco menos de meia hora. O único problema é que Haley nunca percebeu que não falava com o verdadeiro Morawiecki, mas com um impostor.

Tudo não passou de uma brincadeira perpetrada pela dupla de “trapaceiros” russos Vován e Lexus, famosos por suas pegadinhas elaboradas com personalidades de entretenimento e política internacional.

Haley não foi exceção: com a seriedade “diplomática” que justificava a conversa, a embaixadora discutiu a alegada interferência russa na inexistente nação chamada Binomo.



“É claro que eles fizeram!”, disse Haley quando os comediantes a informaram que os russos interferiram nas eleições de Binomo, que como parte do trote correspondente a uma ilha que recentemente proclamou sua independência no Sudeste Asiático.

“[Estes problemas] continuam a aparecer no Mar da China Meridional”, lamentou a diplomata dos EUA, assegurando que Washington estava ciente da situação.

“Nikki Haley é membro do Gabinete [do presidente dos EUA] Donald Trump, uma embaixadora da ONU tem muito mais influência em seu país [EUA] do que no nosso [Rússia]. É muito engraçado quando uma pessoa como ela é responsável pelas Relações Internacionais nos EUA”, comentou Alexei Stoliarov, que compõe a dupla humorística com Vladimir Kuznetsov, durante uma entrevista.

Em seu papel como o líder polaco Morawiecki, que verdadeiramente foi indicado há pouco mais de uma semana, os humoristas pediram que Haley comentasse sobre um escândalo fictício de assédio sexual entre o ator americano Kevin Spacey e o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko.

O líder da Ucrânia já foi utilizado pelos humoristas em outro trote, feito anteriormente em outro telefonema para o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, mas a embaixadora dos EUA na ONU negou saber sobre o escândalo sexual de mentira e prometeu buscar mais informações sobre isso.

Fonte: Sputnik News

 

Gosta do nosso trabalho? Contribua com DOAÇÕES a partir de R$ 10,00

Facebook Comments


Compartilhe