P-3 DA FAB REALIZA MISSÃO TÍPICA DE GUERRA ANTISSUBMARINA, MAS AGORA, PARA SALVAR TRIPULAÇÃO DO SUBMARINO ARGENTINO

  • P-3AM-orungan
  • FAB-p3-Orion
  • padrão pente (SAR) 1
  • Padrão pente (SAR)
  • FAB-p3-Orion

Durante a noite e a madrugada, na região de buscas internacionais do submarino argentino, Ara “San Juan” uma aeronave P-3AM Orion da Força Aérea Brasileira varreu uma área específica, utilizando o seu MAD (Magnetic Anomaly Detector) ou em bom português: Detector de Anomalias Magnéticas, sensor que fica localizado na cauda da aeronave em formato de arpão. O motivo de usar esse sensor, que tem a função de localizar um submarino inimigo em uma guerra, foi que na noite passada havia sido encontrada uma área no fundo do mar suspeita de estar o submarino sinistrado.

O Detector de Anomalias Magnéticas usa o princípio de que um submarino por ser metálico, perturba as linhas de força magnéticas da Terra. Portanto, um submarino que se encontra abaixo da superfície do oceano causa uma distorção (anomalia) no campo magnético da Terra. A distorção pode ser detectada a partir de uma posição no ar acima do submarino. A detecção desta anomalia é a função do equipamento MAD.[1]

FAB-p3-Orion

Depois de decolar, o voo do P-3AM da FAB seguiu o padrão internacional de SAR( Busca e Salvamento) conhecido no Brasil como “pente”, ou em inglês (Creeping Line Search). A aeronave ou navio de buscas tem que realizar manobras iguais a do desenho da foto abaixo. As curvas são apertadas e numa altura muito baixa, que no caso da busca do submarino San Juan, foram feitas a 300 metros da superfície do mar.

padrão pente (SAR) 1

Padrão pente usado pelos navios da Marinha do Brasil para localizar a aeronave AF-1 que caiu no litoral do Rio de Janeiro

Padrão pente (SAR)

As manobras que são típicas de uma missão ASW (Antissubmarina), desta vez tentam salvar as 44 vidas que estão no submarino argentino.

Para outros tipos de detecção, de meios de superfície inclusive, o P-3AM possui o radar SAR/ISAR e um FLIR (Imageador Termal)

[1] http://navyaviation.tpub.com/14014/css/Magnetic-Anomaly-Detection-Mad-172.htm

Por Graan Barros

Facebook Comments
Compartilhe