IRÃ REJEITA A “RESOLUÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS”, PROPOSTA PELO CANADÁ NA ONU, COMO MOTIVADA POLITICAMENTE

  • irã onu

TEHERAN (Tasnim) – O Ministério das Relações Exteriores do Irã rejeitou como inaceitável uma nova resolução da Comissão Terceira da ONU que expressa preocupação com o status dos direitos humanos no Irã, afirmando que o apoio a essa resolução politicamente motivada por criminosos de guerra e patrocinadores do terrorismo.

Em um comunicado na quarta-feira, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros Bahram Qassemi rejeitou a resolução anti-Irã aprovada pela Terceira Comissão de Assuntos Sociais, Humanitários e Culturais da ONU.

A resolução, patrocinada pelo Canadá, expressou preocupação sobre o que ele chama de violações dos direitos humanos no Irã.

“O apoio de uma série de violadores mais famosos de direitos humanos e criminosos de guerra e patrocinadores do terrorismo, violência e extremismo para a última resolução da ONU é apenas uma das principais razões que mostram por que a resolução é inválida”, disse Qassemi.



“O uso instrumental, seletivo e político dos direitos dos países ocidentais contra estados independentes do mundo é uma abordagem errada e condenada e não tem outro resultado além de minar o status supremo dos direitos humanos”, disse o site do Ministério das Relações Exteriores.

O Irã é um sistema de governo baseado na democracia religiosa que sempre procurou promover os direitos humanos e cumprir seriamente seus compromissos internacionais, ressaltou o porta-voz.

“O Irã está pronto para estabelecer seriamente o diálogo e a cooperação construtiva com qualquer outro lado interessado em promover os direitos humanos com base em seus valores supremos e no princípio do respeito mútuo, da justiça e da justiça e longe das manipulações políticas em todos os mecanismos jurídicos internacionais”, concluiu.

Fonte: Tasnim

Facebook Comments


Compartilhe