MARINHA AMERICANA COMISSIONA O SUBMARINO CLASSE VIRGINIA “USS WASHINGTON”

  • Elizabeth Mabus batiza o USS Washington - Foto Sam Shavers
  • À bordo do USS Washington foto Jeffrey M. Richardson
  • uss washington em testes de mar na estação naval de Norfolk

WASHINGTON (NNS) – A Marinha comissionará o seu mais novo submarino de ataque rápido, o futuro USS Washington (SSN 787), durante uma cerimônia às 11:00 da manhã, sábado, dia 7 de outubro de 2017, na estação naval de Norfolk.

O Sr. Thomas Dee, desempenhando os deveres do Subsecretário da Marinha, fará o discurso principal da cerimônia. A madrinha do submarino será Elisabeth Mabus, filha do 75º Secretário da Marinha Ray Mabus. Em uma tradição sagrada da Marinha, ela dará a ordem: “Man your ship and bring her to life!”

“O futuro USS Washington está entre as plataformas tecnologicamente mais avançadas do mundo”, disse Dee. “Este submarino não representa apenas o espírito, a ingenuidade e a força do povo americano, mas também reconhece o papel crítico que o Estado de Washington fornece à nossa segurança nacional. Sou grato aos homens e mulheres da Newport News Shipbuilding e a todos seus parceiros para entregar uma capacidade tão extraordinária que garanta nossa vantagem futura em relação a qualquer adversário potencial “.



O futuro Washington é o 14º submarino nuclear da classe da Virgínia e o quarto submarino do Block III da classe Virgínia. O navio começou a ser construído em 2011. O futuro Washington será o terceiro navio da Marinha dos EUA a ser comissionado com um nome em homenagem ao Estado de Washington. O primeiro foi um cruzador (ACR-11) que serviu sob esse nome de 1905 a 1916 e o segundo foi um navio de guerra (BB-56) que ganhou 13 estrelas de batalha por seus serviços durante a Segunda Guerra Mundial antes de ser desarmado em 1947.

Os submarinos classe Virginia Block III foram redesenhados com 12 tubos de lançamento individuais e dois tubos de carga útil de grande diâmetro, cada um capaz de lançar seis mísseis de cruzeiro Tomahawk.

Os submarinos de classe da Virgínia são construídos para operar nas águas litorais e profundas do mundo, enquanto conduzem a guerra anti-submarina; guerra anti-superfície; operações de apoio a forças especiais; Inteligência, vigilância e reconhecimento. A sua furtividade, resistência, mobilidade e poder de fogo inerentes permitem-lhes diretamente apoiar cinco das seis principais capacidades de estratégia marítima: controle do mar, projeção de poder, presença direta, segurança marítima e dissuasão.

Fonte: Marinha dos EUA

Para assistir a cerimônia, clique aqui!

Em 5 de março, Elizabeth Mabus batiza o USS Washington – Foto: Sam Shavers

Vídeo do roll-out, alagamento e lançamento do USS Washington

À bordo do USS Washington foto Jeffrey M. Richardson

À bordo do USS Washington foto: Jeffrey M. Richardson

Facebook Comments


Compartilhe