EM MAIS UM CASO, ISRAEL RETALIA MUNIÇÃO NÃO INTENCIONAL QUE CAIU NAS COLINAS DE GOLÃ

  • Mideast Syria

Em um comunicado, as Forças de Defesa de Israel informaram que retaliaram um ataque não intencional vindo da Síria, ou seja, retaliou um munição errante, fruto dos combates entre o Exército da Síria e grupos anti-Assad.[1]

No comunicado as Forças de Defesa afirmam que não tolerarão qualquer tentativa de prejudicar a soberania do Estado de Israel e a segurança de seus moradores”. Entretanto, como o próprio comunicado explica, a munição caiu em local ermo nas Colinas de Golã, território da Síria ocupado por Israel desde a Guerra dos Seis Dias.

Outro caso parecido, aconteceu em abril desse ano. Segundo, o jornal The Jerusalem Post [2], “o exército (de Israel) atingiu posições na Síria no fim de semana depois que projéteis atingiram as colinas do Golã, o fogo era aparentemente errante da luta na Síria”. O foguete errante era da resultado dos combates entre o grupo Hezbollah e tropas de regime contra grupos rebeldes perto de Ain Ayshaa, Samadiniyah a-Sharkiya e Madinat al-Ba’ath perto de Quneitra.



O governo sírio vêm se queixado a comunidade internacional que esses ataques têm o propósito de fortalecer a oposição síria, entretanto o Estado de Israel sempre afirmou não interferir no conflito. Segundo o jornal americano “The Wall Street Journal”,[3] entretanto, o exército israelense não presta apenas ajuda humanitária, mas “está em comunicação regular com grupos rebeldes e sua assistência inclui pagamentos não divulgados aos comandantes que ajudam a pagar os salários dos combatentes e a comprar munições e armas.”

Por Graan Barros

Facebook Comments
Compartilhe