BENJAMIN NETANYAHU ELOGIA SAÍDA DOS EUA DA UNESCO E AFIRMA QUE ISRAEL SEGUIRÁ O MESMO CAMINHO

  • Benjamin Netanyahu no Congresso Americano em 2015 Fotodo do USA (COMMONS)
  • dieta dos 21 dias 3

Em comunicado liberado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel, o Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu congratulou-se com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump na sua decisão de retirar o seu país da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), que é uma agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU).

A íntegra do comunicado segue, abaixo:[1]

(Comunicado pelo assessor de mídia do primeiro ministro)
O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu:
“Esta é uma decisão corajosa e ética porque a UNESCO tornou-se um teatro do absurdo e, em vez de preservar a história, a distorce”.
O primeiro-ministro Netanyahu encarregou o Ministério das Relações Exteriores de preparar a retirada de Israel da UNESCO em paralelo com os EUA.



Segundo os Estados Unidos e Israel a UNESCO possui um viés anti-Israel que está bem claro nas últimas ações da organização. Em 7 de julho desse ano, foi votada uma resolução colocando a Cidade Velha de Hebron e o Túmulo dos Patriarcas como “Patrimônio da Humanidade Palestino”. Segundo os Judeus, a ligação com a cidade é milenar, o que antecede a presença do Palestinos na área.[2]

Dois meses antes, em 3 de maio de 2017, a UNESCO também aprovou uma resolução que rejeita a soberania e jurisdição completa de Israel sobre a cidade de Jerusalém.[3] A soberania total sobre Jerusalém é reivindicada por Israel, entretanto, a Assembleia Geral das Nações Unidas através da Resolução 181, de 29 de novembro de 1947 estabeleceu um estatuto de cidade internacional para ela.

AUMENTO DA COOPERAÇÃO ENTRE ISRAEL E ESTADOS UNIDOS

As relações entre Israel e EUA melhoram muito com a eleição de Donald Trump. Se a imprensa internacional adotou a teoria de conspiração que a eleição americana sofreu interferência dos russos, então o que falar da forcinha dada pelo Primeiro Ministro israelense Netanyahu, em sua visita ao Congresso dos Estados Unidos, a pedido dos Republicanos, tudo feito ainda na administração Obama?

Outra demostração da maior cooperação entre os dois países ocorreu no final de setembro. Os Estados Unidos inauguraram a primeira base permanente em solo israelense. Localizada no deserto do Negev, a Oeste das cidades de Dimona e Yerucham a base aérea receberá dezenas de militares americanos.[4] Na verdade, é uma base americana dentro da base aérea israelense de Mashabim.

dieta dos 21 dias 3

DIETA DE 21 DIAS – Sucesso total!

Por Graan Barros

Facebook Comments


Compartilhe