RAYTHEON TESTA MÍSSIL STINGER COM NOVA ESPOLETA DE PROXIMIDADE

  • Outlaw MQM-170C G2
  • picasion.com_0482bc073323ad8ade099aaa43753296
  • sting

A Raythein testou dois mísseis Stinger com uma nova espoleta de proximidade, que permite destruir pequenos drones com peso de até dois quilos. A opção de impacto só é viável para alvos maiores, como mísseis de cruzeiro e aeronaves de asa fixa, por exemplo. Mas com o advento dos pequenos drones, que estão sendo operados não só por forças regulares, mas por grupos terroristas, fez-se necessário a utilização de um sensor que não deixasse “perder o alvo”, detonando a cabeça de guerra próxima a ele.

O teste que ocorreu em abril desse ano, na Base Aérea de Eglin, Fórida, utilizou dois tipos de alvos aéreos, um modelo que não foi fornecido a imprensa e o Outlaw MQM-170C G2, aeronave que foi encomendada pelo Exército dos Estados Unidos para a empresa Griffon Aerospace, no início da década dos anos 2000, com essa finalidade, de testar sistemas de defesa antiaérea de curto alcance.



Outlaw MQM-170C G2

O Stinger, como o Igla-s são conhecidos por serem manpads, ou mísseis disparados a partir do ombro de um combatente, o que confere aos dois sistemas grande mobilidade e a necessidade de uma guarnição menor para opera-los. As semelhanças não param por aí, já que ambos são guiados até o alvo por “atração passiva por infravermelho e ultravioleta”.

O míssil Igla de fabricação russa, na sua versão mais recente, o Igla-S ou Super, também foi dotado de uma espoleta de proximidade que permite, como o Stinger, destruir um alvo não somente pelo impacto, mas nas suas proximidades.

Há uma outra comparação que pode ser feita é em relação ao lançamento. Pelo vídeo, podemos observar que ambos os mísseis dispôem de um motor de lançamento (que ejeta o míssil do tubo de lançamento) e outro motor, o de sustentação, (que leva o míssil até o alvo). Porém, apenas no lançamento do Igla-s existe um retardo observável (até 0,5 seg) entre o acionamento de um motor e outro. O objetivo é proteger a guarnição da queima do combustível sólido. Veja o momento do lançamento de um Igla-S pela infantaria da FAB no vídeo abaixo. O vídeo original se encontra no link: https://www.youtube.com/watch?v=TBOLYMEWZDk.

Por Graan Barros

Facebook Comments


Compartilhe