AMEAÇA MILITAR DE TRUMP À VENEZUELA DEIXA PAÍSES SUL-AMERICANOS EM ALERTA

  • 8975838

O Peru condenou a ameaça do uso da força na Venezuela neste sábado (12) e negocia uma declaração conjunta com os países da região como resposta à ameaça de intervir militarmente no país por parte dos EUA.

O presidente dos EUA, Donald Trump, fez uma declaração na última sexta-feira (11) ameaçando intervir militarmente na Venezuela como uma das respostas possíveis à crise política que vive o país.

A Venezuela, por sua vez, classificou a declaração do presidente norte-americano como um “ato de loucura”.



“O Peru e alguns países da região condenam a ameaça do uso da força não aprovado no Conselho de Segurança da ONU”, disse o ministro das Relações Exteriores peruano, Ricardo Luna.
Após a declaração que pegou os países da região de surpresa, o presidente dos EUA, Donald Trump, negou a solicitação de uma conversa telefônica do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

A Venezuela se encontra em uma grave crise política, econômica e social há vários meses, com o presidente Nicolás Maduro sendo constantemente acusado de autoritarismo por seus opositores.

Grandes críticos do governo Maduro, os EUA, que já se referiram ao líder venezuelano como ditador, ainda não tinham dado nenhuma declaração insinuando a possibilidade de intervir diretamente no país sul-americano. Defensores do herdeiro de Hugo Chávez, no entanto, já vinham acusando Washington de estar por trás de planos para desestabilizar a Venezuela, apontando inclusive para um possível interesse de invasão.

Fonte: Sputnik News

Facebook Comments


Compartilhe