APÓS PRESSÃO DOS EUA, FRANÇA DESISTE DE ENTREGAR NAVIO DE ASSALTO AOS RUSSOS

The Mistral-class helicopter carrier (Reuters/Stephane Mahe)
Foto: Reuters/Stephane Mahe
Como era de se esperar a pressão norte-americana sobre o governo francês surtiu efeito. A França acaba de suspender a entrega do primeiro BPC da Classe Mistral aos russos. O Vladivostok já estava pronto e a tripulação russa já estava recebendo o treinamento para operar o navio.

A alegação para a suspensão do contrato foi feita através de um comunicado do gabinete do presidente François Hollande: “As recentes ações da Rússia no leste da Ucrânia violam os princípios fundamentais da segurança europeia” e o comunicado prosegue: “as condições para que a França autorizar a entrega do primeiro porta-helicópteros ainda não existem.” 

O Ministro adjunto da Defesa russo, Yuri Borisov por sua vez tentou tratar o assunto com naturalidade: “Esta não é uma tragédia, embora, naturalmente a notícia é desagradável. Ela não vai afetar os nossos planos de aquisição de armamento. Vamos agir de acordo com as leis internacionais e os estatutos do contrato”. 

O cancelamento do contrato pode acarretar um multa altíssima que deverá ser desembolsada pelos franceses que pode ser maior que o valor do próprio navio. Outro problema seria vender o BPC a outro cliente, já que o Valdivostok foi feito sob medida para a Marinha russa. Os helicópteros operados, por exemplo, são os KA-52 Alligator.

Fonte: RT (Matéria adaptada e reduzida)
Facebook Comments


Compartilhe