HERMES 450 TAMBÉM NO EXÉRCITO BRASILEIRO?

O vídeo comemorativo do dia do Exército Brasileiro a cada ano traz um panorama dos avanços da Força. Esse ano não foi diferente, mas entre os avanços mostrados inclui a imagem curiosa do VANT/ARP/UAV, Hermes 450 de fabricação israelense. Veja aos 0’18”. O Hermes é usado até o momento, exclusivamente pelo 1º/12º GAv Esquadrão Horus, sediado na Base aérea de Santa Maria. Ou seja, é um meio da FAB!

 

Entretanto, a implantação do SISFRON (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) avança e será necessário a aquisição de todos os vetores do sistema. A 1ª fase (piloto) deverá estar concluída no ano de 2015 e abrangerá a área de atuação da 4ªBda C Mec (Brigada de Cavalaria Mecanizada) em Dourados, Mato Grosso do Sul. Entre esses vetores será adquirido um modelo de veículo aéreo não-tripulado. O que aparece na imagem é o Hermes 450. 
 

A dúvida que fica é a seguinte: Será que o Exército Brasileiro vai optar pelo modelo israelense, Hermes 450 aproveitando a doutrina adquirida pela FAB durante esses anos três anos de operação com esse meio? O ponto negativo seria estar adquirindo um “produto de prateleira”, sem nenhuma transferência de tecnologia que favoreça a Indústria de Defesa Nacional. Porém, o que sabemos é que o Falcão não está operacional ainda e há a necessidade do Exército de cumprir os prazos de implantação do SISFRON.
 
 
Fontes de pesquisa:
EPEX
FAB
Harpia Sistemas S.A.
 
 
Graan Barros

Glossário:
 
Drone: Termo não técnico e por isso mesmo utilizado largamente pela imprensa internacional não especializada, para designar os UAVs, VANTs, ARPs, etc.
VANT: Veículo Aéreo Não-Tripulado (terminologia mais usada pelo Exército Brasileiro)
UAV: Termo em inglês para Unmanned Aerial Vehicle
ARP: Aeronave Remotamente Pilotada (terminologia usada pela FAB)
1º/12º GAv: 1º Esquadrão do 12º Grupo de Aviação. Os militares falam comumente: 1º do 12º.
Brigada de Cavalaria Mecanizada: Unidade militar que abriga regimentos e batalhões. No caso de uma Brigada Mecanizada os seus blindados são tracionados por rodas e não por lagartas.
 
 
 
Leia mais!
 
Para o SISFRON também foram adquiridos RADARES de Vigilância terrestre (RVT), Sentir M20 da BRADAR. Leia sobre ele no LINK abaixo:
 
 
 
Facebook Comments
Compartilhe