MODERNOS MEIOS DO EXÉRCITO BRASILEIRO

VBTP-MR Guarani
Guarani é a nova família de Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal Média sobre Rodas que a partir de 2013 irá paulatinamente substituir o modelo Urutu. O exército brasileiro que é o detentor da patente da nova viatura encomendou 2044 unidades para equipar as suas Brigadas Blindadas. 
ASTROS MK 6
É a mais nova versão, agora totalmente digitalizada, do Sistema de Saturação de Área fabricado pela Avibrás. Entre as novidades estão o uso de foguetes guiados e futuramente a capacidade de lançar o novo míssil de cruzeiro MT-300 Matador que está em avançado estágio de desenvolvimento.
VANT Falcão
Passa a integrar o Sistema ASTROS auxiliando na designação de alvos. Futuramente serão desenvolvidos novos VANTs dessa família com maior alcance/ autonomia e com capacidade de carregar armamentos.
Radar Saber M-60
Desenvolvido inteiramente no Brasil pela Orbisat e pelo Centro Tecnológico do Exército, o radar SABER M60 é um radar pulso-Doppler de busca e vigilância aérea de baixa altura que pode monitorar 40 aeronaves simultaneamente que estejam voando a 5 Km de altura e a 60 Km de distância.
COAAe – Centro de Operações de Artilharia Antiaérea
E um sistema que integra dados obtidos pelo radar Saber M-60 para transmiti-los as unidades de tiro dos mísseis IGLA-S ou as baterias antiaéreas de tubo como as Bofors ou Oerlikon.
Míssil IGLA-S
Utilizados por diversas nações, o míssil antiaéreo russo IGLA-S dota as Brigadas Antiaéreas do Exército Brasileiro sendo utilizados para abater aeronaves a baixa altitude.
Sistema de Comunicações via satélite
As dificuldades de comunicação na Amazônia sempre foram grandes. Agora com os novos terminais táticos de comunicação será possível ter acesso a telefone, internet, vídeo conferência, tudo em um mesmo sistema.
Míssil MSS-1.2 AC
Idealizado para destruir blindados o MSS-1.2 (míssil solo-solo anticarro) também pode ser usado contra instalações e até mesmo contra helicópteros em voo pairado.
HM-2 Black Hawk
Conhecidos na Amazônia pelo apelido carinhoso de Acari-bodó pela sua aparência com um dos peixes da região o HM-2 Black Hawk desempenha o papel de transporte de tropas podendo levar até 14 combatentes.
HM-4 Jaguar
Reconhece! Ataca! Esse é o lema do 1ª Batalhão de Aviação do Exército de Taubaté, local onde foi recebido o primeiro EC-725, designado HM-2 Jaguar pelo Exército Brasileiro.
Fuzil IA2 Imbel 5.56mm
Desenvolvido pela Imbel com acompanhamento do CAEx, Brigada de Operações Especiais do Exército e Instituto Nacional de Tecnologia, o novo Fuzil deverá substituir também todos os fuzis utilizados pela Marinha e Aeronáutica. 
Carro de Combate Leopard 1A5
São carros de combate de 2º mão adquiridos da Bélgica. O 1A5 possui canhão de 105 mm raiado, blindagem frontal de 70 mm e lateral de 35 mm. Possui tambem, motor de 830 hp capaz de desenvolver velocidades entre 45 a 65 Km/h dependendo do terreno. Com essa aquisição o Exército Brasileiro passa a utilizar os Leopard 1A5 como ponta de lança das suas forças terrestres brasileiras.
Graan Barros
Facebook Comments
Compartilhe